Ter mais autoestima: 11 dicas para ser mais feliz

Ter mais autoestima não é algo que se conquista de um dia para o outro. Implica um trabalho contínuo em nós mesmas que pode demorar e ser até difícil de alcançar, até que nos sintamos confortáveis com tudo o que somos.

Afinal, estamos tão assoberbadas com os diversos papéis que assumimos na vida pessoal e profissional e, assim sendo, acabamos, às vezes, por nos deixar um pouco para trás.

É, aliás, um desafio diário, que parece quase imposto pela sociedade, principalmente ao sexo feminino. E isto acontece mais às mulheres, porque a pressão para ter o corpo ideal, para estar sempre bem vestida e cuidada e ser perfeita em tudo é não só complicado, como impossível.

Como ter mais autoestima para ser mais feliz

A baixa autoestima e autoconfiança são situações frequentes, não pense que existe algo de errado consigo. Todas sofremos disso, ao menos, uma vez na vida.

Ter mais autoestima implica um trabalho pessoal e intrínseco, isto é, que tem de fazer consigo própria. Nós vamos ajudar, com dicas práticas, para que se coloque a si em primeiro lugar e seja, assim, mais feliz.

1. Desenvolver o autoconhecimento

O desconhecido e as coisas com as quais não estamos à vontade não nos trazem conforto nem tranquilidade, verdade? O mesmo acontece consigo: certamente que se não se conhecer a fundo, não vai estar confortável na sua própria pele.

2. Estimular a positividade

Para ter mais autoestima deve deixar de se focar apenas nos seus defeitos – todos os temos, acredite. Mas se se observar bem, verá como tem tantas qualidades e tantos lados bonitos, que valem a pena ser apreciados.

3. Praticar o autocuidado

A autoestima não depende só de fatores emocionais, mas também de fatores físicos. Nesse sentido, tirar um tempo para cuidar de si, é, de facto, imprescindível.

Nem que seja para coisas mais comuns e que parecem banais, como tomar um banho demorado, marcar uma massagem, ter algum tempo para ler um livro, ouvir música ou simplesmente ficar alguns minutos no silêncio.

4. Praticar desporto

Ter mais autoestima não depende de um corpo perfeito, mas sim de um corpo saudável e, para tal, é importante que pratique exercício físico com regularidade.

Isto não significa ter de se inscrever num ginásio. Pode, por exemplo, aproveitar algum tempo livre que tenha para dar caminhadas ou até fazer um treino em casa. Atualmente, existem muitos vídeos no Youtube ou aplicações para smartphone que podem ajudar neste sentido.

5. Usar joias com significado

As joias são também uma excelente forma de nos sentirmos melhor connosco próprias, principalmente quando são peças com um significado especial ou que tragam boas memórias.

Seja uma joia de família ou algo que compramos para nós próprias, é importante que associemos estes simples comportamentos a sensações positivas.

6. Evitar comparar-se

Este é um dos maiores erros que todas cometemos: compararmo-nos com outras pessoas… Há vários motivos para o fazermos, mas, sejam eles quais forem, não são, de facto, admissíveis.

As comparações só servem para nos deixar mais em baixo.

7. Rodear-se de pessoas boas e de quem gosta

Construir relações saudáveis é mais uma excelente forma de aumentar a sua autoestima, sejam pessoas de família, do seu círculo de amigos ou colegas de profissão.

As pessoas que nos fazem bem e que estão do nosso lado nos bons e maus momentos são fundamentais para o nosso equilíbrio.

8. Não ter medo de se expor ao erro

Uma pessoa insegura duvida constantemente das suas próprias capacidades e, posteriormente, tende a não sair da zona de conforto.

Todavia, se não arriscamos como sabemos do que somos verdadeiramente capazes? Se não arriscarmos, como sabemos até onde somos capazes de ir?

9. Agradecer

Se no final do dia, quando se deitar para dormir, por exemplo, pensar em todas as coisas boas e positivas que tem na sua vida, apostamos que não lhe chegarão os dedos das mãos para contar.

Acima de tudo, temos de agradecer por tudo isso e, ao fazê-lo, estaremos a sentir-nos melhor com a nossa vida e com todas as benesses que temos.

10. Comemorar as vitórias

E se agradecemos, também temos de celebrar quando algo de bom acontece. Afinal, atribuímos um peso excessivo aos momentos tristes e negativos. Então, por que não fazer o contrário? Passe a valorizar as suas conquistas, as suas vitórias, os seus momentos de brilhar.

11. Viver no presente

O mais importante no processo de autoconhecimento e de autoestima é: esteja no presente. O passado já lá vai e não o pode refazer e, quanto ao futuro, poderá prepará-lo e antecipá-lo a vários níveis. Mas é no presente que vivemos, por isso, devemos sempre estar mais presentes.

Deixe uma resposta